20.10.10

ORELHA NEGRA PODCAST Nº 10

  Podcast N.10 by Orelha Negra

O  convidado desta vez foi o Miguel Vicente...peace...

5.10.10

"DONDE LA VIDA VA"- KUMPANIA ALGAZARRA (SAM THE KID REMIX)

Deixo aqui o video da remistura que fiz para o tema "Donde la vida va" da Kumpania Algazarra...realizado pela Moopie videos.

24.9.10

DO IT YOURSELF



Um mini-doc sobre o "do it yourself" , gravado em 2001...

1.9.10

ORELHA NEGRA PODCAST Nº 8

  PODCAST8 by bifedatum
O NOSSO CONVIDADO FOI O GRANDE J-WOW DOS BURAKA SOM SISTEMA, E ESTE PODCAST FOI O PRIMEIRO FORA DO PLACE HABITUAL, DESTA VEZ, EM CABO VERDE...

25.8.10

"MARGINAIS"-TEASERS

TEASER SAM THE KID:

TEASER SIR SCRATCH:

TEASER DINO:

TEASER NBC:

2.8.10

ESTARÁS SEMPRE CONOSCO,MANO....


23/05/2010

SUPERDISCO nº-10- MOMENT OF TRUTH

Fui convidado pelo Rui Miguel Abreu para escolher o meu superdisco. Escolhi o "moment of truth" dos Gangstarr...È sempre um prazer conversar um dos melhores entrevistadores dos meus tempos.
Podem sacar a entrevista aqui em baixo:

SUPERDISCO nº-10- SAM THE KID- MOMENT OF TRUTH

27.7.10

ORELHA NEGRA PODCAST Nº 7

  podcast orelha negra 7 by samuel mira
TRACKLIST:
1-SMOKEY ROBOTIC-FOREVER MY LOVE
2-JAMES BLAKE-CMYK
3-ROC MARCIANO-JUNGLE FEVER
4-MAGISTRADO-A LUA NASCE
5-PRINCE-EVERYBODY LOVES ME
7-BOB DA RAGE SENSE FEAT. SIR SCRATCH-GERAÇÃO DA HIPOCRISIA
8-MED FEAT. TALIB KWELI-CLASSIC
9-SHARON JONES AND THE DAP KINGS-BETTER THINGS TO DO
10- DWELE FEAT. SLUM VILLAGE- HOW I DEAL
11-RICK ROSS FEAT. CEE-LO- TEARS OF JOY
12-DRAKE-KARAOKE
13-AL GREEN-WHAT MORE DO YOU WANT FOR ME
14-JANELLE MONAE-TIGHTTROPE

RED BULL MUSIC ACADEMY PIRATE POPULAR SOUNDCLASH 2010


Foi um evento bastante original, como habitual....até para o ano!

16.7.10

NÃO SEI BEM PORQUÊ, MAS ADORO BEATS DE 3 BARRAS...

Para quem não sabe, o lugar comum e de conforto da maior parte dos rappers é feito de beats de barras com um número par...2,4,8...por isso, cada vez que ouço beats que usam uma sequência ímpar, fascinam-me sempre, fazem-me questionar muitas coisas...porque, às vezes, os rappers não tem necessariamente de saber que estão a rimar num beat ímpar para serem bem sucedidos quando rimam por cima dele...há excelentes rappers ingénuos nesse aspecto, porque têm o mais importante...o feeling.
O meu caso mais conhecido talvez será o "mulher da minha vida" do chullage:

Ainda hoje não sei se o chullage sabe que o beat parte de um loop de 3 barras, mas a verdade é que rimou de uma forma natural, sem comprometer a batida.
Uma das poucas vezes que rimei num beat ímpar, foi no "serviço público" do valete, na faixa "pela música",que neste caso não é um loop de 3, mas de 5 barras:

...e o caminho que eu escolhi para não se notar que o beat era ímpar, foi rimar a maior parte do tempo com a mesma terminação( que por coincidência do exemplo anterior, foi um estilo muito explorado pelo chullage).
Obviamente que 2 voltas de um loop ímpar dão um número par, e eu acho que aí é que está o segredo da subtileza deste tipo de beats...
Não me lembro de quando me apercebi disto, mas sei que quando saiu o "stakes is high" dos de la soul,produzido pelo jay dee, para mim era um beat quadrado como os outros, só mais tarde é que reparei que era um loop de 3 barras:

...mais tarde o mesmo jay dee produziu outro beat de 3 barras para os de la:

Jay dee ou dilla, como quiserem, é um mestre neste tipo de beats, ele tem imensos exemplos, posso deixar aqui também o som dos slum village,"get dis money" que é um loop de 7 barras:

...mas não nos podemos esquecer que uma das grandes influências do dilla , foram os tribe called quest, antes do mesmo se ter juntado à produção deste grupo nos 2 últimos discos, formando o colectivo ummah...
quando ele ainda não fazia parte dos ummah, os tribe gravaram o clássico "electric relaxation", um beat com um loop de 3 barras:

...uma vez o produtor e rapper, diamond d , dos d.i.t.c., a pedido de uma revista de hip hop, disse os sons que estava a sentir, e também referiu um beat do dilla que está no albúm "donuts" que tem um loop ímpar, e por sinal, este é um produtor que faz isso muitas vezes, ora vejamos, press play:
  11 I Know You Really Want It (Feat. Big C, Verse & Blake Carrington) by samuel mira
...3 barras... o dj scratch também lhe produziu recentemente um tema de 3 barras...

...e muitos mais...se quiserem façam a vossa pesquisa...
O som mais recente que me inspirou a fazer este post foi este grande som do rick ross com o cee-lo, produzido pelo NO I.D:

...sequência de 5 barras...é bom saber que hoje em dia ainda há rappers( principalmente os do mainstream) que rimam em beats ímpares...será que ele sabe??...é irrelevante...(toque de saída).

6.7.10

RADIKAL TV- SAM THE KID- partes 1 , 2 e 3




Props para o Radikal que tem estado a fazer um excelente trabalho...as outras partes vão estar disponíveis brevemente...peace

1.7.10

Dom pachino (killarmy) em Portugal


Estava aqui a ver um dvd do Dom pachino, quando reparei que ele esteve em Portugal a fazer escala antes de ir para Luanda, e ainda gravou umas cenazitas....vejam...peace.

27.6.10

ORELHA NEGRA PODCAST Nº 6

Depois de uma longa pausa, voltámos aos podcasts e o nosso convidado especial foi este puto maravilha, que se chama Sérgio Trincão. Um grande abraço para ele!
  ON PODCAST06 by mira pro
Tracklist:
1-Osiris- exterior
2-Sam the kid- poetas de karaoke
3-The roots- the fire
4-Pretty lights- i can see it in your face
5-Valete- fim da ditadura
6-J-live- the way i rhyme
7-Aloe blacc- if i
8-Diversidad- the experience
9-Nas and Damian marley- as we enter
10-Blackalicious- first in flight
11-Glitch mob- west coast

23.6.10

Snake- para que não seja esquecido

Fui roubar este post e este texto ao blog do meu pai

"Volto hoje aqui a um tema, que aquando do seu nefasto desenlace, resultou na morte de um jovem que por acaso era meu amigo e que à altura da sua morte, para além do irremediável acto, ainda foi “apedrejado” na praça pública, nesses fóruns da Internet, onde a coberto do anonimato, a cobardia ganha protagonismo e se vomitam alarvidades, ódios, opiniões, considerações e demais escarros, sempre ao abrigo do “corajoso” anonimato.
Na altura da sua morte, Nuno Rodrigues (Snake) foi acusado de não ter parado numa operação STOP, e por tal haver sido perseguido e morto, não sem que, logo ali se levantassem muitas suspeitas em relação ao irracional acto praticado pelas forças policiais.
Por essa altura nos fóruns dos jornais e outros, nove de cada dez comentários diziam que o Nuno tinha tido o que merecia. Se não tinha parado na operação era porque tinha algo a esconder. Que a policia só tinha feito e bem o seu trabalho. Que esses pretos deviam era ir todos para a terra deles, como se o Nuno não tivesse sido nado e criado por cá!
Isto tudo com o conforto da distância e da certeza, que tais barbaridades só acontecem aos outros. Nunca aos nossos filhos, pais, irmãos ou mesmo amigos ou simplesmente conhecidos.
Enfim, foram dias de verborreia em que se destilaram ódios, que para um país de brandos costumes, o que me era dado a ler, era tudo menos brando, era antes pelo contrário o sentimento de um país egoísta, inculto, xenófobo e acima de tudo…cobarde.
Escrevo estas linhas hoje, porque li no Correio da Manhã que afinal, o Nuno não foi mandado parar em nenhuma operação Stop, fez uma inversão de marcha a pelo menos cem metros da dita, o que me parece não ser proibido (e mesmo se fosse, a multa nunca seria paga com a própria vida), tinha a carta de condução em dia, não tinha álcool nem drogas tanto no carro como no corpo.
Quando vi o carro e local que a bala perfurou, o trajecto que esta percorreu notava-se a olho nu que a bala tinha feito uma trajectória ascendente, nunca podendo ter sido feita em perseguição conforme foi avançado na altura.
Soube-se agora que afinal, o policia mentiu à PJ dizendo que a arma se havia disparado acidentalmente quando ia em corrida atrás do Lancia Y10 que o Nuno conduzia, e que apenas o primeiro tiro vários segundos antes havia sido intencional.
A versão do sistema de gravação do 112 com dois tiros seguidos, ou seja revelando uma nítida e clara intenção de parar a qualquer preço o condutor daquele veículo.
Está mais que provado, que o Nuno não devia de ter morrido naquela noite, mas mesmo assim, ao ser confrontado com os comentários a esta noticia na Internet, a mesma “grunhagem” anónima, continua a dar razão à policia, como se de um lado da barricada só houvessem demónios e do outro apenas anjinhos.
Com as irrefutáveis provas de que a força besta foi usada pelo agente de serviço e que terá o julgamento que merece, preocupa-me a outra “bestialidade” comentária de um significativo número de energúmenos que verborreiam ódios sem apelo nem agravo, mas sempre a coberto do quentinho do anonimato.
Se houver justiça, o nome do Nuno será reabilitado apesar de todos os pesares!"

18.6.10

"I AIN´T NO JOKE"-HUMORISTAS NO HIP HOP

Eu tenho imenso sentido de humor, e adorava conseguir rir das piadas dos nossos humoristas sobre o hip hop, mas infelizmente, na minha opinião, a grande maioria ainda não está lá no que consta a esta temática.
Vamos ver alguns exemplos:
 VAI TUDO ABAIXO:



O Jel e o seu mano vieram a minha casa pedir-me um beat, e avisar-me que iam fazer uma personagem baseada em mim e no "poetas de karaoke"...um rapper contra tudo o que fosse expressões estrangeiras. Achei uma boa ideia e estava a torcer para que a personagem tivesse pernas para andar. Quando vi, fiquei desiludido, porque simplesmente...não me ri. Achei que não houve grande dedicação e que os personagens tinham uma euforia exagerada.

GENTE DA MINHA TERRA:



Sou mega fã do Rui Sinel de Cordes, e curti bué a entrevista que ele me fez, mas no que consta a este video...one word...MEGAWACK. Passei-lhe o beat dos negociantes, limei-lhe umas arestas na letra que ele escreveu, que aliás , está muito fixe, mas quando vi o video...eles nem tão em cima do beat. È nestas cenas que eu dou props ao unas, porque ele dá-se ao trabalho de ir a um estúdio gravar a voz e depois gravar o video. Neste caso, eles gravaram as vozes sem ouvir o beat e depois editaram estilo "seja o que Deus quiser". Mais uma boa ideia mal conseguida.

OS CONTEMPORÂNEOS



Este é provavelmente o vídeo menos mau... mas vou responder a este vídeo com outro( que por sinal também não acho muita piada, mas responde muito bem a este tipo de sketch que "os contemporâneos" fizeram), vejam desde os 2min e 27 seg até aos 2min e 40 seg e vão perceber...


FRANCISCO MENEZES



This is just plain sad....Nunca fui fã deste boy, ele tem um estilo próprio, mas aquelas cantorias, são mais ele a tentar mostrar skill de voz do que skill cómico. E eu seí que a comédia vive de estereótipos, mas aquele sotaque africano já está tão ultrapassado que acaba por ser triste e para algumas pessoas insultuoso. Só lhe dou props pela escolha de beats...

SALVADOR MARTINHA



Sou fã do Salvador, mas acho que este registo de reportagem, (pelo menos até agora ), não é bem a praia dele...eu sei que ele curte bué hip hop, como muitos comediantes curtem, mas nem dá para esbojar um sorriso ao ver esta reportagem.

Podia estar aqui com exemplos intermináveis, mas acho que já provei o meu ponto( que é pessoal ). Apenas gostava de me rir destes e de futuros sketches que parodiam o meu estilo de vida. A ver vamos... Props para o Rui Unas e para o Carlos Afonso, que conseguem perceber bem os códigos e torná-los cómicos, talvez porque já foram rappers....e por acaso também não acho os do Gato fedorento assim tão maus....
Só para terminar e para ser um pouco advogado do diabo, também podia fazer um post de hip hoppers no humor, que muitas vezes, também não são bem conseguidos...Quando estava no ar o programa "sempre em pé", a produção chamou várias pessoas não humoristas de profissão para fazer um "stand up", quando me convidaram, recusei, apenas porque não o sei fazer, mas acabei por participar num sketch...

NOT THAT FUNNY...



NOT THAT FUNNY...



NOT THAT FUNNY... ENTÃO ESTA ERA OUTRA LONGA HISTÓRIA...



Eu sei que assim até parece que nada me faz rir...pelo contrário, por gostar TANTO de comédia, é que me faz ser um pouco mais exigente...peace

A de Autor - com daniel sampaio, pedro jóia e sam the kid

A de Autor - Talk-Shows RTP 2 - Multimédia RTP



10.6.10

FLAWLESS RADIO- podcast nº 2 - "ALL OVER AGAIN"

  Flawless radio- " All over again" podcast by samuel mira

Podcast do primeiro semestre de 2010. Aqui fica a tracklist...

1- SAM THE KID- COMEÇAR DE NOVO
2- CONVINCED AND TUNJI- GOODBYE NEVER
3- BIG K.R.I.T- SOMETHING
4- JIM JONES FEAT. KINGPIN SLIM- MY LIFE IS A MOVIE
5- GUILTY SIMPSON- FRIENDS ONLY
6- J. FERB- THE GREAT ESCAPE
7- VITAMIN D- LET GO
8- GHOST WRIDAH- RED BOTTOMS
9- THE PHYSICS- I JUST WANNA BEAT
10- T&E- LOVE IS
11- BIG NOYD- THE RULES
12- EULORHYTHMICS FEAT. PROH MIC- HOT AND NASTY
13- STAT QUO- SUCESS( BACK TO YOU )
14- THE STUYVESANTS- SOFTER SIDE
15- KOKANE- TWILIGHT ZONE
16- MOKA ONLY- ISN´T OVER
17- NICKELUS F- CREDIT( REESE WITHERSPOON)
18- SLIMKAT 78- ARMS ROUND U
19- KUNIVA- DIE YOUNG
20- KOOLEY HIGH FEAT. MEDIAN- SOLITUDE

8.6.10

WORLD RAP

1.INTRO Produced by DJ KGO
2.Câmera e Luzes feat.DJ Roger Slim Rimografia(Brazil)☆CLICK☆
3.RECYCLÉ feat. Fred Wesley & Stro The 89th Key HOCUS POCUS)
(France)☆CLICK☆
4.Ansichtssache Instinktsteve(Germany)
5.It's Hip Hop Jin(Hong Kong)
6.Wara2et sharaf The Pharoz(Egypt)
7.Tiempo Bocafloja(Mexico)
8.Tomorrow Daara J Family(Senegal)
9.Il Cielo Su Roma Colle Der Fomento(Italia)
10.Poetas De Karaoke Sam The Kid(Portugal)
11.Hip Hoop Soul Soundz(Korea)
12.Mee naar Diemen-Zuid Lange Frans & Baas B(Holland)
13.Alla vill till himmelen men ingen vill dö Timbuktu(Sweden)
14.Jud Hai Thaitanium(Thailand)
15.Bergerak Joe Flizzow feat. Phlowtron(Malaysia)
16.Bonus Traka Legijata(Makedonia)
17.Every Generation Shi 360(Israel)


Este trabalho é uma compilação japonesa, com vários nomes do hip hop mundial, do qual eu tive o maior prazer em ceder um tema. peace...

5.6.10

NOVOS SONS

isto já tem alguns anos, mas como só agora aprendi a fazer upload de dvds, fica aqui um programa piloto, que nunca viu a luz do dia. peace..

UM DIA COM...


UM DIA COM.. from samuel mira on Vimeo.

4 de maio de 2007, paradise garage, lisboa

CLUBE DA PALAVRA- "O KEU SOU"

13.5.10

ALGUNS PODEM NÃO SABER ONDE É,,,MAS AO MENOS SABEM QUE EXISTIMOS...parte 2

Este caso é especial...9 de Setembro de 2003. Pavilhão atlântico. Redman é convidado pelos Linkin park, para fazer a primeira parte dessa tour, e em Portugal dá de caras com um público infantil e desrespeitador que o insulta e que só quer ver os cabeças de cartaz. Passado uns meses, oiço um som do Redman, em que ele diz - "hey, fuck you!"that´s what them fools said, out in Portugal - ( podem confirmar aqui em baixo, aos 40 segundos)
  Redman by samuel mira

10.5.10

WHO´S THE ONE? B-BOY BATTLES

Props para todos os b-boys que participaram neste evento, e especialmente para o vencedor,Diogo dos Momentum crew que levou mil euros para casa. Para o ano há mais...

 

5.5.10

ABSTÊNÇÃO NO LADO B



O verso adicional já foi gravado há mais de um ano para o disco dos yellow w van , que teima em não sair...
como achei oportuno, acrescentei-o nesta actuação...peace!

PROPS

EM ANGOLA...PT 3


SAM THE KID X LUANDA, ANGOLA v.03 from Samurai Tv on Vimeo.

30.3.10

15.3.10

Orelha Negra - Supernatural Teaser


Orelha Negra - Supernatural Teaser

Orelha Negra | MySpace Music Videos


Tá quase...

PROPS



Vi este video o ano passado, e adorei a vibe da Maura , que não conheço, mas gostava de dar aquele props, por este momento. 

ALGUNS PODEM NÃO SABER ONDE É,,,MAS AO MENOS SABEM QUE EXISTIMOS.

Só por curiosidade, deixo aqui menções do nosso país na boca de rappers americanos...

1ºEXEMPLO:
aos 2:07


2ºEXEMPLO:
AO 1:32


3ºEXEMPLO:
AO 1:37


4ºEXEMPLO:
AOS 41 SEG

...ISSO PARA MIM É NONSENSE- the reverse edition



18.2.10

PRÉ-RAPÚBLICA-PARTE 3

      Portuguese boys-josé cid  by  samuel mira

EM 1989, JOSÉ CID NO ÁLBUM "JOSÉ CID", MOSTROU A SUA FACETA DE "PLAYA" NUM RAP QUE PODIA SER O HINO DO ZÉZÉ CAMARINHA. EM 2007, REGRAVOU A MESMA MÚSICA PARA UM BEST-OF, COM UMA NOVA ROUPAGEM.
CADA VEZ QUE OIÇO ESTE SOM DO CID, PARECE-ME SEMPRE UMA RESPOSTA A ESTE SOM DA TEENA MARIE. SERÁ QUE TIVERAM UM AFFAIR?

15.2.10

Nisto, nunca ninguém fala...



SAM THE KID- "REFLEXO" DO ÁLBUM "ENTRETANTO" 1999



HELTAH SKELTAH- "NEVERENDING" DO ÁLBUM "SWASHBUCKLER VOL 1 " 2009

" RAP IS AN ART, YOU DON´T OWN NO LOOPS"

ARQUIVO



DERIVADO À TEMPERATURA... DEIXO AQUI O RESULTADO DESTE VÍDEO.

FRIO-DOWNLOAD

4.2.10

OUTROS TEMPOS

EM PESQUISAS, ENCONTREI O MEU NOME NESTA COMPILAÇÃO INSTRUMENTAL QUE DESCONHECIA, FEITA POR JAZZIEL FUNKARD QUE TAMBÉM NUNCA OUVI FALAR.
NOUTROS TEMPOS, EU, COMO ARTISTA FICARIA FURIOSO, DE ESTAR EM COMPILAÇÕES SEM O MEU CONSENTIMENTO, PRINCIPALMENTE SE ALGUÉM ESTIVESSE A LUCRAR COM ISSO. AGORA OS TEMPOS SÃO OUTROS, EXISTEM MELÓMANOS QUE ESCOLHEM UNS BRINDES , FAZEM UMA CAPA E PARTILHAM GRATUITAMENTE. OS SENTIMENTOS QUE TENHO NESTAS OCASIÕES, NOS TEMPOS QUE CORREM, SÓ PODEM SER DE ORGULHO E DE AGRADECIMENTO POR SE LEMBRAREM DE ME PARTILHAR PELA MÚSICA, E NÃO POR TROCOS. POR ISSO... IT´S ALL GOOD..LOVE IS LOVE.


1. Green Tea - Somethin' Like This
2. Freddie Joachim - Sauced
3. Levitatorz - Fontaine De Levi
4. Blazo - Through the Way
5. Pe2ny - Night Watcher
6. Dot.Matic - Look Around
7. L/1 - Comin' to Town
8. Tyrezz - Be-Bop
9. Locsmif - Speechless
10. DJ Okawari - Tactics of Luv
11. Krucifix Kricc - Fly Freewitch
12. Doctrations - Afternoon Supper
13. 4th Pyramid - Takin' it Back
14. Perquisite & David Kweksilber - Reminisce
15. Asayake Production - Si-rutu D Screw
16. Syntax-Error - Pain of Love [Part II]
17. Illoquence - No More Lies, No More Fear
18. Presto - Pianoscope
19. Erik Rico - Clapper
20. Mr. Dibiase - Fine Tuning
21. Bum on the Carpet - Mood Swing
22. Dee La Kream - The Lovely Thing
23. Jazztronik - Room #204
24. Ghst Bust@ - Twilight
25. Lobe a.k.a. C.A.L.M. - It's Time to...
26. Fane - Magic In Your Eyes
27. Stevo - Fall in Love
28. All Natural - 50 Years
29. Pe2ny - Last Train
30. Tony D - Flavour [Feat. Funky Fresh Few, Mark 1, Mark Rae, Mr. Scruff]
31. Levitatorz - Pure Mathematic
32. 45 - Tokyo Jazz Freak
33. Sam The Kid - Fogo Sem Chama
34. Freddie Joachim - Summertime
35. Elaquent - Testify


DOWNLOAD 

1.2.10

ORELHA NEGRA-PODCAST Nº 4

 
ON PODCAST 4 29012010 by orelha negra podcast

 
O CONVIDADO DESTE QUARTO PODCAST É O GRANDE KEIDJE LIMA, QUE PARA QUEM AINDA NÃO SABE, VAI FAZER PARTE DO PROJECTO DIVERSIDAD EM 2010.





FRESH!







NÃO CONHECIA ESTE DOCUMENTÁRIO...APESAR DA QUALIDADE NÃO SER A MELHOR, O SENTIMENTO ESTÁ LÁ TODO. 

31.1.10

POIS É



NÃO SOU MUITO DE IR A ESTES PROGRAMAS, MAS COMO É O MEU AMIGO JORGE FERNANDO, E DESDE QUE O MICROFONE ESTEJA LIGADO, ESTOU AQUI PARA O QUE ELE PRECISAR...

24.1.10

PRÉ-RAPÚBLICA-PARTE 2


EM 1991, DEPOIS DAS ELEIÇÕES LEGISLATIVAS, BADARÓ DECIDIU CASCAR NOS POLITÍCOS COMO GENTE GRANDE. PEGOU NESTE BEAT DO DR. ALBAN, E RIMOU COM UM FLOW SEMELHANTE A ESTE ANÚNCIO. BADARÓ, É AQUELE ARTISTA QUE FARÁ SEMPRE PARTE DO MEU IMAGINÁRIO. REST IN PEACE.
  BADARO-ALO MISERIA- 1991  by  samuel mira

POR AÍ...


21.1.10

SOBRAS DO PADRE AMARO


TODAS AS ESTÓRIAS MERECEM BEATS, E TODOS OS BEATS MERECEM ESTÓRIAS. EM ARRUMAÇÕES NO QUARTO, ENCONTREI UM CD-R QUE DIZIA "THE SCORE- 40 TRACKS", FUI OUVIR, E JÁ NÃO ME LEMBRAVA QUE TINHA FEITO TANTO MATERIAL PARA " O CRIME DO PADRE AMARO". QUANDO O CD DA BANDA SONORA FOI EDITADO, SÓ UMA MINORIA DA MÚSICA QUE EU FIZ, VIU A LUZ DO DIA. POR ISSO DEIXO AQUI METADE DESSAS IDEIAS PARA QUEM QUISER OUVIR... NÃO PONHO AQUI TUDO, PARA UM DIA EDITAR "AS SOBRAS DAS SOBRAS DO PADRE AMARO". PEACE

SOBRAS DO PADRE AMARO-DOWNLOAD

- E QUANTO ÀS LEIS? - NÃO TÃO BEM EXPLICADAS...









 DO WHAT YOU FEEL...

19.1.10

Tangerinas...pt 2

ESTA EXPRESSÃO FOI INVENTADA PELO MEU AMIGO BARBOSA, QUE SIGNIFICA A REPETIÇÃO DE UMA RECEITA, MAS UTILIZADA DE FORMA SUSPEITA, OU SEJA, DOS "HITS". SEJA PELO PRÓPRIO ARTISTA, OU POR OUTRO AUTOR QUE SE DEIXOU INSPIRAR DEMASIADO PELO ÊXITO DE OUTREM.

1º EXEMPLO:

LARANJA



 TANGERINA
 


O SOM DO SNOOP É UM CLÁSSICO INEGÁVEL, MAS PARECE QUE O DR DRE QUIS FAZER UM UPGRADE DO "WHAT´S MY NAME" PARA O 2PAC. JÁ AGORA DEIXO AQUI A TANGERINA TUGA.



2º EXEMPLO:

LARANJA



TANGERINA



DON CANNON É O PRODUTOR DE AMBOS OS SONS. DEPOIS DE TODA A GENTE TER RIMADO NA LARANJA, O HOMEM NÃO QUIS SAIR DA ZONA DE CONFORTO, E REPETIU A RECEITA. ARRANJOU OUTRO SAMPLE VITORIOSO, DEIXOU OS DRUMS NA MESMA VIBE E A CEREJA NO TOPO DO BOLO, É O SAMPLE VOCAL QUE DÁ O TÍTULO À FAIXA, PARA INTERAGIR COM OS RAPPERS. PODEM CONFERIR TAMBÉM NA MIXTAPE DO CRUZ, "DE VOLTA AO SERVIÇO": NGA=LARANJA, STK=TANGERINA.

3º EXEMPLO:

LARANJA



TANGERINA



O PRODUTOR DE AMBOS OS SONS CHAMA-SE BANGLADESH, E PASSOU POR O QUE MUITOS BEATMAKERS COM MEGA-HITS PASSAM, QUE É:
-BANGLADESH, PRECISO MESMO DE UM "A MILLI"!
-TENHO AQUI OUTRAS CENAS DIFERENTES, NÃO QUERES OUVIR?
-NÃO! QUERO UM "A MILLI", MAS COMO EU TENHO OUTRO REGISTO, VAI FICAR UMA CENA DIFERENTE, NÃO TE PREOCUPES.
-OK.

E JÁ AGORA PARA NÃO ESTAR SÓ A DAR EXEMPLOS DOS OUTROS, O MEU SÓCIO BARBOSA, SEMPRE ACHOU QUE EU NA FAIXA "REALIDADE URBANA", TINHA REPETIDO A MESMA RECEITA QUE JÁ TINHA FEITO PARA O CHULLAGE, AQUI FICA:

LARANJA



TANGERINA



ISTO NÃO TEM NECESSARIAMENTE A VER COM SAMPLES, PARA PROVAR QUE NÃO É SÓ NOS SAMPLES, QUE EXISTEM SEMELHANÇAS,LOGO, TORNA-SE TUDO MUITO PESSOAL, MUITO SUBJECTIVO. É O QUE ME SOA. NÃO TENHO NADA CONTRA ISTO, ALIÁS, GOSTO DE TODAS ESTAS "TANGERINAS", MAS PESSOALMENTE, A PALAVRA "PREGUIÇA" VEM ME SEMPRE À MEMÓRIA....
A CENA É SURPREENDER...
SER LIVRE...

17.1.10

ESCOLA DO HOTCLUB: SONGWRITER MASTERCLASSES-SERIES 01/SAM THE KID(DAY 6)




Foi uma grande surpresa esta sessão com Sam, The Kid. Alguma hesitação inicial, rapidamente se transformou num discurso fluído sobre a “cena musical” do hip-hop (ou qualquer uma das derivações que lhe queiram associar). Foi muito positivo perceber que, efectivamente não se trata apenas de uma “cena” criada para vender um maior número de discos ou promover os artistas, mas antes de algo efectivamente genuíno, pelo menos para uma parte significativa dos seus intervenientes, com colaborações entre os músicos, procurando sempre criar algo de novo, ou levar mais além o estilo musical que preferem, seja na componente da escrita dos poemas que cantam, sejam nas batidas, sejam nos instrumentais. Aqui ficam algumas memórias das mais de duas horas de conversa.

- “Eu não me lembro de quando comecei a escrever em rima... desde que escrevo que a rima surge... já nas composições da escola...”

- Recorda que, quando no início aprendeu que podia fazer rimas mesmo sem ser com palavras com terminações semelhantes, foi como o abrir de um mundo novo. Exemplifica “se estivesse agora aqui um amigo meu, diria: - Agora... vou beber water", fazendo a terminação da palavra “Water” soar da mesma forma que “Agora" (NR. sobre a garrafa de água que estava à sua frente). Na fase actual está a trabalhar para conseguir fazer rimar também as consonantes, para conseguir utilizar essa repetição para marcar um ritmo.

- “Costumo anotar palavras... por exemplo “encorage” e “entourage”... e depois, quando estou a escrever, vou à procura desses apontamentos”. Quando mais tarde lhe perguntam onde regista essas palavras, se o faz num bloco de notas ou em folhas soltas de papel, responde directamente: - No telemóvel... a sério... no telemóvel!

- Não gosta quanto ouve alguém dizer“...na “cena” das rimas, o “ão” vem a seguir ao “ar”, nas rimas mais fáceis!”

- “O Rap não é só música de intervenção... porque se fosse, então o que eu faço não é Rap, é Música… porque eu gosto também de contar histórias”

- “Há quem tenha um tipo de escrita em que conforme escreve, descobre sobre o que está a escrever... talvez sobre o que estava a sentir no momento... e pensando bem, eu fazia isso. Mas agora já não. Prefiro decidir primeiro porque daqui a 10 anos quero saber sobre o que escrevi... quero comunicar comigo no futuro. Por isso agora é “stick to the script”... mas às vezes com canções de amor, sabe bem seguir o embalo da escrita (NR. como que excepção ao que referiu antes).”

- Sobre uma das suas músicas “16/12/95”, conta como foi construída. Que fala sobre “destinos paralelos”. Que encontrou uma rapariga com quem em tempos tinha estado, mas depois nunca mais se voltaram a ver... e “não gosto nada desta cena... de duas pessoas que se encontram... e conhecem-se... mas não falam... e depois de cinco minutos ali juntas, continuam a não falar... e vão falar sobre o quê...?”. Partiu de uma data em que se lembra que efectivamente esteve numa festa e estaria lá essa rapariga, e inventou o que poderia ter acontecido nessa noite, e as consequências dai decorrentes. Depois escreveu sobre uma realidade ficcionada, do que poderia ter acontecido nessa noite, e dai em diante, se nada do que inventou na primeira parte da história tivesse acontecido. A realidade e a ficção misturam-se nessa letra. As datas. Os locais. As personagens. “A rapariga chama-se (...) Sofia, mas na letra , só lhe vou chamar Sofia... é pá, já me estou aqui a “chibar” todo!”, diz com uma gargalhada!

- Quando o tópico “músicos portugueses que escrevem em inglês” foi levantado, a resposta foi directa: - "Podem fazer música em qualquer língua... podem fazer um instrumental... podem inventar uma língua, como os Blasted Mechanism... não há problema em ser em Português ou Inglês”.

- Num cruzamento inesperado, entre a criação artística dos personagens das três últimas sessões das Songwriter Masterclasses, cita como uma possível referência a letra que o Sérgio Godinho escreveu para uma música dos Clã, “Sopro do Coração”, trauteando de forma cadenciada “E o vento / sopra doido / e o que foi do / sopro do / coração”. “É uma rima que eu teria escrito. É uma inspiração.”.

- Quando a conversa passa pela questão da música “comercial”, revolta-se “porque ninguém diz isso como um elogio. Não aceito que digam da minha música que ela é comercial... Quando alguém vem ter comigo e diz isso, eu digo logo: - Espera ai, o que é que queres dizer com isso?”. Assume que procura fazer sempre a sua música de forma genuína e como tal quer saber se lhe chamam comercial apenas porque foram influenciados pelo que alguém disse, sem que exista efectiva fundamentação, ou se o fazem por qualquer outra razão. “Eu sou um grande fã de música, por isso compreendo os estados de espírito que passam pela cabeça de um miúdo”, exemplificando quanto à situação em que uma banda é conhecida apenas por um pequeno grupo de fans e depois passa a ser conhecida de forma generalizada, como que se lhes fosse roubada.

- Numa das suas canções usou o som de parte de uma discussão em que entrava o avô, porque “costumo ter o hábito de gravar tudo. Mas certa vez aprendi uma grande lição”, arrancando de seguida gargalhadas de toda a sala com a história que conta. Numa fase de “Ladies Night” do “Gringo's”, um amigo conseguiu “conquistar” uma rapariga... e ela estava com uma amiga que, por “inerência” dos acontecimentos, seria o seu par. Acabaram por ir os quatro para sua casa e teve a “infeliz” ideia de começar a tocar os seus “beats”, já com o quarto às escuras. A certa altura passou um “beat” feito com “uma gravação de uma conversa ao telefone de um amigo com a namorada... uma conversa romântica... e uma das raparigas começa a gritar - Acende a luz! Acende a Luz! Oh (…) vamos embora que estes gajos são daqueles que gravam coisas!”.

ESTE TEXTO FOI EXTRAÍDO DESTE AQUÁRIO

PETE ROCK ROCKS LIVE!!!!


 CADA VEZ HÁ MAIS PESSOAL A FAZER AS SUAS RÁDIOS, OS SEUS PROGRAMAS. ESTA É A RÁDIO DO FREDDIE FOXXX, E NA ÚLTIMA EDIÇÃO CONVIDOU O PETE ROCK PARA FAZER UM SET...

14.1.10

ORELHA NEGRA-PODCAST Nº 3


  ON PODCAST 03 - 13012010Part1  by  Orelha Negra

  ON PODCAST 03 - 13012010Part2  by  Orelha Negra


O CONVIDADO DESTE PODCAST FOI O TIAGO BETTENCOURT...E JÁ AGORA DEIXO AQUI UMA BRINCADEIRA QUE FIZ COM ELE HÁ UNS TEMPOS.

13.1.10

EM ANGOLA...PT 1


SAM THE KID X DIFERENCIAL X LUANDA, ANGOLA from Samurai Tv on Vimeo.
via  madtapes

COINCIDÊNCIAS

E QUANDO, EXACTAMENTE NO MESMO ANO, SÃO EDITADOS TEMAS COM O MESMO SAMPLE?...

1º EXEMPLO:




É TALVEZ O EXEMPLO MAIS CONHECIDO,  DOIS GRANDES ÁLBUNS QUE SAÍRAM EM 1996 .

2º EXEMPLO:




AMBOS DE 2003

3º EXEMPLO:




  puff daddy and the family-young gs-  by  samuel mira
AMBOS DE 1997

4º EXEMPLO:




  P. DIDDY- We Gon' Make it (Feat. Jack Knight)  by  samuel mira


  kidz in the hall-dont stop  by  samuel mira
TODOS  DE 2006